FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES PARA OS “PRIMEIROS ANOS”: POLÍTICAS, REFERENCIAIS E MODOS DE REGULAÇÃO. UM “OLHAR” A PARTIR DAS ESCOLAS SUPERIORES DE EDUCAÇÃO

  • Carlos Pires
Palavras-chave: Formação de Professores, Escola Superior de Educação, Portugal

Resumo

Neste texto de caráter reflexivo procura-se analisar a formação inicial de professores para os “primeiros anos” com base num “olhar” construído a partir de um ponto de observação privilegiado, uma escola pública de formação de professores, a Escola Superior de Educação, e informado num “olhar” analítico e interpretativo assente nos referenciais teóricos da “análise das políticas públicas” e da “regulação em educação”. A trajetória da reflexão é balizada pela reconfiguração da formação inicial de professores para os “primeiros anos” em articulação com a reconfiguração institucional das organizações educativas em que essa formação tem lugar. Toma-se como “coordenadas” analíticas a criação das escolas superiores de educação no contexto de um sistema binário de ensino superior, a sua especificidade e a da formação que proporcionam, ambas sujeitas à intensificação de dispositivos de controlo e de modos de regulação, também eles decorrentes da representação dessa mesma especificidade e dos referenciais cognitivos e normativos a que os atores institucionais se reportam.

Publicado
02-07-2020