O USO DE SITUAÇÕES-PROBLEMA COMO INSTRUMENTO METODOLÓGICO EM UMA PESQUISA QUALITATIVA NO CAMPO DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

  • Mariana Costa Lopes da Silva
  • Júlio Emílio Diniz Pereira
Palavras-chave: Formação de professores, Pesquisa, Metodologia, Situações-problema

Resumo

Iniciou-se, na década de 80, nos Estados Unidos e no Canadá, o movimento reformista da formação de professores da educação básica que buscou refletir sobre a profissionalização do trabalho docente. Esse movimento se espalhou nos países de cultura anglo-saxônica, na Europa francófona, como também em vários países latino-americanos. Alguns princípios em comum foram: compreender o ensino como uma atividade profissional apoiada em um repertório de conhecimentos, conceber a prática profissional como um lugar de formação e produção de saberes pelos práticos e estabelecer ligação entre as instituições universitárias de formação e as escolas da educação básica. Analisaremos, neste artigo, a relevância desses princípios para o campo de pesquisa sobre formação de professores e o caminho metodológico percorrido na pesquisa “Saberes docentes e estratégias de ensino: as trocas entre professoras do ensino fundamental”.

Publicado
20-09-2020