DIGA-ME COMO FALAS, E EU TE DIREIS QUEM ÉS?

  • Marcelo Nascimento Dias
  • Richard Santos

Resumo

O presente artigo pretende contribuir com as discussões sobre os fundamentos dos processos de ensino-aprendizagem nas relações étnico-raciais no que toca ao ensino da língua portuguesa, no ensino médio. Para esse propósito, deslocaremos os conceitos filosóficos, literatura menor, deleuzeano e de sujeito, foucaultiano, segundo, respectivamente, Gallo e Veiga-Neto. O texto apresenta também um deslocamento para o campo educacional do questionamento, pode o subalterno falar? de Spivak e o conceito de dispositivo de racialidade de Sueli Carneiro, a fim de acionarmos agenciamentos que nos fazem pensar nas pessoas e “vozes” que habitam o campo de imanência: a educação, numa perspectiva das relações étnico-raciais.

Publicado
06-07-2020