PENSAMENTOS E INTELECTUAIS NEGROS(AS) DA APNB - ASSOCIAÇÃO DE PESQUISADORES(AS) NEGROS(AS) DA BAHIA: NARRATIVAS INSURGENTES E EDUCAÇÃO ANTIRRACISTA

  • Luiz Gustavo Santos da Silva

Resumo

Educação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro – ProPED/UERJ, teço algumas reflexões sobre a Associação de Pesquisadores(as) Negros(as) da Bahia e seu surgimento, considerando-a um espaço ativo, local de encontro que produz microrresistências, onde fronteiras do conhecimento hegemônico são problematizadas e/ou deslocadas. Lugar onde intelectuais negros(as) articulam táticas (CERTEAU, 1998) e disputas no campo da memória e da produção educacional antirracista, firmando-se enquanto uma territorialidade específica. Considero a importância dos estudos sobre suas histórias de vida, narrativas e produções, ressaltando suas contribuições e experiências para/com a formação de professores(as) e educação das relações étnico-raciais, tendo como pano de fundo a Lei 10.639/03. O texto aproxima-se da proposta teórica dos estudos de Bakthin, em especial a polifonia e adota a história oral enquanto procedimento metodológico.

Publicado
06-07-2020