EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TECNOLÓGICA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Uma aproximação necessária

Palavras-chave: Educação Profissional e Tecnológica, Formação Tecnológica, Profissionalização, Iniciação Científica, Estudante Egresso

Resumo

Resumo: O presente artigo é resultado de uma pesquisa realizada no Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica e tem como objetivo apresentar a análise realizada do perfil profissiográfico dos egressos participantes do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica para o Ensino Médio – PIBIC-EM, dos Cursos Técnicos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná – IFPR, durante o período 2011-2017. Amparados pelo materialismo histórico e dialético, realizamos um estudo de caso, com aplicação de questionários com abordagens diversas. Concentra o seu foco na importância do trabalho e da pesquisa enquanto princípios educativos. Buscou-se analisar o acesso ao mundo do trabalho ou à verticalização do ensino após a participação no PIBIC-EM, considerando ocupação atual.

Biografia do Autor

Jacir Mario Tedesco Filho, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Brasil

Mestre em Educação Profissional e Tecnológica pelo Instituto Federal do Paraná (IFPR). Atua como Assistente em Administração na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

Sandra Terezinha Urbanetz, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR), Brasil

 

Doutora em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com Pós-Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas e Formação Humana da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPFH/UERJ) e pela Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto, Portugal. Atua como Professora do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal do Paraná (IFPF), onde integra o quadro docente do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Profissional (ProfEPT) e do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Educação Profissional Técnica em Nível Médio, exerce a função de Diretora de Ensino Médio e Técnico do Campus Curitiba deste Instituto Federal e Coordena o Grupo de Pesquisa: Trabalho, Educação e Tecnologia Social (TRETS).

Referências

BRASIL. Decreto nº. 5.154, de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 26 de jul. 2004. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/2004-2006/2004/decreto/d5154.htm . Acesso em: 07 out. 2018.

BRASIL. Lei nº 4024, de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 27 de dez. 1961. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1960-1969/lei-4024-20-dezembro-1961-353722-publicacaooriginal-1-pl.html . Acesso em: 30 set. 2018.

BRASIL. Lei nº 5692, de 11 de agosto de 1971. Fixa Diretrizes e Bases para o ensino de 1° e 2º graus, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 12 de ago. 1971. Disponível em: http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1970-1979/lei-5692-11-agosto-1971-357publicacaooriginal-1-pl.html . Acesso em: 30 set. 2018.

BRASIL. Lei nº 9394/96, de 20 de dezembro de 1996. Lei de diretrizes e bases da Educação Nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 23 de dez. 1996. Disponível em: http://goo.gl/ith8Vp . Acesso em: 30 ago. 2017.

BRASIL. Lei nº. 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Institui a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, cria os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 30 de dez. 2008. 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2008/lei/l11892.htm. Acesso em: 24 out. 2017.

BRASIL. MCTIC. Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. CNPq. Programas. Programas Institucionais de Iniciação C&T. Ensino Fundamental/Médio. PIBIC Ensino Médio. [200-]a. Disponível em: http://cnpq.br/pibic-ensino-medio/ . Acesso em: 23 out. 2017.

BRASIL. MCTIC. Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. CNPq. Institucional. [200-]b. Disponível em: http://goo.gl/Vmpkg5 . Acesso em: 23 out. 2017.

BRASIL. MEC. Ministério da Educação. Um novo modelo em educação profissional e tecnológica: concepções e diretrizes. 2010. Disponível em: http://goo.gl/MPN6aK . Acesso em: 30 ago. 2017.

CAIRES, Vanessa Guerra; OLIVEIRA, Maria Auxiliadora Monteiro. Educação profissional brasileira: da colônia ao PNE 2014-2024. 1. ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2016. 208 p.

CIAVATTA, Maria. A formação integrada: a escola e o trabalho como lugares de memória e de identidade. Trabalho necessário. Niterói, ano 3. v. 3, n. 3. 2005.

DEMO, Pedro. Educar pela pesquisa. 6. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2003. 130 p.

DEMO, Pedro. Pesquisa: princípio científico e educativo. 14. ed. São Paulo: Cortez, 2011. 128 p.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 1. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996. 152 p.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A dupla face do trabalho: criação e destruição da vida. In:________; CIAVATTA, Maria. A experiência do trabalho e a educação básica. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. p. 11-27.

GRAMSCI, Antonio. Os intelectuais e a organização da cultura. Edição e tradução: COUTINHO, Carlos Nelson. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1982. 245 p.

IFPR. Institucional. Pró-Reitorias. PROEPPI. Pesquisa. Iniciação Científica. PIBIC-JR. [200-]b. Disponível em: http://reitoria.ifpr.edu.br/menu-institucional/pro-reitorias/proepi-2/pesquisa/iniciacao-cientifica/pibic-jr/ . Acesso em: 25 out. 2017.

IFPR. Plano de Desenvolvimento Institucional 2014-2018. Curitiba: 2017. Disponível em: https://reitoria.ifpr.edu.br/wp-content/uploads/2014/10/PDI-2014-2018-Vers%c3%a3o-Final-1.pdf. Acesso em: 28 ago. 2017.

IFPR. Portal de Sistemas Institucionais. Sistema Integrado de Gestão de Recursos Humanos. Curitiba: 2018. Disponível em: . Acesso em: 08 out. 2018.

KRUPSKAYA, Nadezhda Konstantinovna. A construção da pedagogia socialista. São Paulo: Expressão Popular, 2017. 344 p.

KUENZER, Acacia Zeneida. Ensino de 2º grau: o trabalho como princípio educativo. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1992. 166 p.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. Diferenciais inovadores na formação de professores para a educação profissional. Revista Brasileira de Educação Profissional e Tecnológica (RBEPT). Natal, ano 1, v. 1, n. 1, 2008. p. 8-22.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. Ensino médio e técnico com currículos integrados. In: MOLL, J. Educação Profissional e tecnológica no Brasil contemporâneo: desafios, tensões e possibilidades. Porto Alegre: ArtMed, 2010. p. 80-95.

MACHADO, Lucília Regina de Souza. Politecnia, escola unitária e trabalho. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1989. 271 p.

MARKERT, Werner. Introdução. In: _______. (org.). Trabalho, qualificação e politecnia. Campinas, São Paulo: Papirus, 1996. 160 p.

MARX, Karl. Manuscritos econômicos-filosóficos. 1. ed. Tradução de Jesus Ranieri. São Paulo: Boitempo Editorial, 2004. [Trabalho estranhado e propriedade privada, p. 79-90].

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. livro: 1: o processo de produção do capital. 2. ed. São Paulo: Boitempo Editorial, 2011. 1493 p.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política: livro 1: o processo de produção do capital. 2. ed. São Paulo: Boitempo Editorial, 2011. [O processo de trabalho e o processo de valorização: 1. O processo de trabalho, p. 326-337].

MARX, Karl.; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. Tradução de CASTRO E COSTA, Luis Claudio. São Paulo: Martins Fontes, 1998. [A ideologia em geral e em particular a ideologia alemã, p. 7-54].

MOURA. Dante Henrique. Educação básica e educação profissional e tecnológica: dualidade histórica e perspectivas de integração. Revista Holos. Natal, ano 23, vol. 2, 2007. p. 4-30.

PISTRAK, Moisey Mikhailovich. Fundamentos da escola do trabalho. Tradução REIS FILHO, D. A. 3ª ed. São Paulo: Expressão Popular, 2011. 256 p.

RAMOS, Marise. Concepção do Ensino Médio Integrado. Texto apresentado em seminário promovido pela Secretaria de Educação do Estado do Pará nos dias 8 e 9 de maio de 2008. 2008. Disponível em: http://forumeja.org.br/go/sites/forumeja.org.br.go/files/concepcao_do_ensino_medio_ integrado5.pdf . Acesso em: 30 out. 2017.

SÁNCHEZ VÁSQUEZ, Adolfo. Filosofia da práxis. Tradução de María Encarnación Moya. 2[. ed. Buenos Aires: CLACSO; São Paulo: Expressão Popular, 2011. 448 p.

SAVIANI, Dermeval. Trabalho e educação: fundamentos ontológicos e históricos. In: Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, v. 12, n. 34, p. 152-180, jan./abr 2007.

SHULGIN, Viktor Nikholaevich. Rumo ao politecnismo. Tradução LAZAREV, A.; FREITAS, L. C. São Paulo: Expressão Popular, 2013. 240 p.
Publicado
19-09-2020
Como Citar
TEDESCO FILHO, J.; URBANETZ, S. EDUCAÇÃO PROFISSIONAL TECNOLÓGICA E INICIAÇÃO CIENTÍFICA. RTPS - REVISTA TRABALHO, POLÍTICA E SOCIEDADE, v. 5, n. 8, p. p. 387-405,   .