NEOFASCISMO E ANTICIENTIFICISMO COMO ESTRATÉGIA ATUAL DA BURGUESIA PARA ENFRENTAR A CRISE ORGÂNICA DO CAPITAL

Palavras-chave: Editoração Científica, Trabalho, Política, Sociologia

Resumo

Neste editorial, busca-se pontuar aspectos da conjuntura brasileira atual que vem condicionando o trabalho acadêmico, a política de ciência e tecnologia e o enfrentamento à pandemia do COVID-19. A partir desta análise conjuntural, busca-se situar a pertinência e relevância do trabalho de editoração científica como forma de enfrentamento dos obstáculos que a conjuntura impõe ao avanço do pensamento crítico e autônomo. É nesta perspectiva que o trabalho editorial da RTPS - Revista Trabalho, Política e Sociedade é apresentado, destacando-se os novos desafios que se somam aos mais antigos.

Biografia do Autor

José dos Santos Souza, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Brasil

Doutor em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), com Pós-Doutorado em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UNICAMP. Atua como professor de Economia Política da Educação e de Política Educacional do Departamento de Educação e Sociedade do Instituto Multidisciplinar da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), onde também integra o quadro docente do Programa de Pós-graduação em Educação Contextos Contemporâneos e Demandas Populares (PPGEduc), do qual foi coordenador durante o biênio (2015-2016), e o quadro docente do Curso de Especialização Lato Sensu em Gestão Educacional (CEGEd), do qual é atual Coordenador. É líder do Grupo de Pesquisas Sobre Trabalho, Política e Sociedade (GTPS/UFRRJ) e membro do Grupo de Pesquisa Mundo do Trabalho e suas Metamorfoses (GEMT/UNICAMP). Além de Editor da Revista Trabalho, Política e Sociedade (RTPS), é membro da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação (ANPEd), da Associação Brasileira de Estudos do Trabalho (ABET) e da Associação Nacional de Política e Administração da Educação (ANPAE).

Publicado
25-05-2020
Como Citar
SOUZA, J. NEOFASCISMO E ANTICIENTIFICISMO COMO ESTRATÉGIA ATUAL DA BURGUESIA PARA ENFRENTAR A CRISE ORGÂNICA DO CAPITAL. RTPS - REVISTA TRABALHO, POLÍTICA E SOCIEDADE, v. 5, n. 8, p. p. 11-22, 25 maio 2020.