Educação científica no contexto da cibercultura: reflexões sobre a formação de educadores

  • Karina Marcon UDESC
  • André Ary Leonel Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Resumo

O que é necessário para que um indivíduo possa ser considerado alfabetizado científica e tecnologicamente? O que significa, no contexto comunicacional e tecnológico contemporâneo, ser um incluído digital? Quais são as características de uma sociedade cuja cultura é profundamente marcada pelas tecnologias digitais de informação e comunicação? Essas são algumas das questões que abordaremos neste trabalho, para provocar reflexões acerca das relações que se estabelecem entre a formação de educadores no contexto da cibercultura e os pressupostos epistemológicos e pedagógicos que envolvem os conceitos de inclusão digital e Alfabetização Científica e Técnica (ACT). Partindo da concepção de ACT adotada por Fourez (1997), enfatizamos seus objetivos e as competências que um indivíduo deve adquirir para ser considerado alfabetizado científica e tecnologicamente, associando esses pressupostos ao conceito de inclusão digital e a formação de educadores no contexto da cibercultura. Concluímos que processos de inclusão digital, alinhados a perspectiva da Alfabetização Científica e Técnica, podem oportunizar a vivência processos de ensino-aprendizagem no viés da educação científica, e com isso ressignificar o papel de educadores e educandos em sala de aula.

Biografia do Autor

André Ary Leonel, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Licenciado em Física, com mestrado e doutorado em Educação Cientifica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e é professor adjunto no Departamento de Metodologia de Ensino desta mesma instituição. Participa do grupo de pesquisa COMUNIC da UFSC. Orienta no Programa de Pós-graduação em Educação Matemática e Ensino de Física da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Tem experiência na área de Física, com ênfase em Ensino de Física e na formação de professores, atuando principalmente nos seguintes temas: tecnologias digitais da informação e comunicação, alfabetização científica e técnica e física moderna e contemporânea. É subcoordenador do laboratório de novas tecnologias (LANTEC) da UFSC.

Publicado
25-09-2020
Seção
Educação Matemática e Científica na Cibercultura